IDEB 2017 – CPM ALCANÇA OS MELHORES ÍNDICES NO EF

Por
Atualizado em: 27 de junho de 2018

IDEB 2017 – CPM ALCANÇA OS MELHORES ÍNDICES DE SUA SÉRIE HISTÓRICA NOS ANOS FINAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL.

O IDEB – Índice de Desenvolvimento da Educação Básica é apurado pelo INEP (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) do Ministério da Educação (MEC) desde 2007[i], calculado a partir dos dados da Prova do SAEB[ii] e do Fluxo Escolar[iii], mensurando o grau de proficiência dos alunos e o aprendizado verificado ao final do nível educacional.

O registro histórico do 1º Colégio da Polícia Militar do Paraná , em Curitiba, que abrange os dados dos 9º Anos, último dos anos finais do Ensino Fundamental e o fluxo do respectivo nível, em 2017, alcançou os melhores números de proficiência da história do CPM, se comparado com os dados dos anos anteriores, desde 2007[iv], é o que diz a consulta aberta pelo INEP[v] aos dados preliminares, uma vez que a divulgação oficial acontece geralmente no ano da realização da prova subsequente.

Em 2017, a proficiência em matemática alcançou a média de “338,31” e em Língua Portuguesa “318,04”, garantindo as notas padronizadas[vi] de “7,94” e “7,27”, respectivamente, e a média geral de “7,61”[vii]. Para se ter a dimensão comparativa, dos dados do próprio CPM os melhores índices até então obtidos eram de 328,22 e 303,56, em matemática e português e a média padronizada de 7,20 pontos[viii] na Prova Brasil de 2011.   

Tanto naquele ano de 2011 quanto em 2017 o Fluxo[ix] apurado foi de “0,94”[x], entretanto aplicando o cálculo do índice multiplicado pelo fluxo, tem-se a expectativa de IDEB, para 2017 de “7,16”, superando a meta de 7,0 pontos, estabelecida pelo MEC para ser alcançada apenas em 2019, tangenciando já a meta de 2021, de 7,20 pontos.

As medidas para melhoria dos índices passam pela oferta do reforço escolar em contraturno, organizado pela Direção Pedagógica, cujo objetivo é a retomada de conteúdo para garantir uma base uniforme de conhecimentos a todos os alunos da turma, permitindo aos professores regentes alcançar um maior aprofundamento em sala de aula.

Além disso, adotou-se a rotina de realização de simulados com todos os alunos, compilando estatisticamente os dados obtidos, a partir da leitura automatizada de cartões-resposta, pela Seção Técnica de Ensino, o que permite identificar as dificuldades gerais e as específicas de maior incidência, possibilitando a retomada do conteúdo nas lacunas observadas em cada série e turma e para cada discente.

Por intermédio do Centro de Apoio Psicosocial e Psicopedagógico e da Orientação Pedagógica, procura-se auxiliar aos alunos e suas famílias a encontrar estratégias de superação das dificuldades de natureza educacional, psicopedagógica e de relacionamento que refletem no aprendizado e rendimento escolar, nesse sentido indispensável é a atuação de Diretores de turno e Inspetores militares, apoiando aos técnicos pedagógicos na identificação das dificuldades dos alunos do CPM.

O Corpo de Professores da escola também reúne profissionais dedicados que, com condições adequadas de trabalho, mostram-se estimulados a realizar o melhor trabalho possível, contribuindo decisivamente para o caminho de superação trilhado pelo Colégio da Polícia Militar do Paraná em Curitiba.

Cabe salientar que o norte principal do CPM é o desenvolvimento do individuo, o aperfeiçoamento de cada um dos alunos desta escola, trabalho esse que reflete sim nos índices educacionais, mas que não torna esses indicadores um objetivo por si só.

× Converse no WhatsApp