Fábrica de Confecções ganha novos rumos com a criação de unidades do CPM no interior

Por
Atualizado em: 24 de maio de 2018

O Governo do Estado informou que já está em fase de estudos a criação de novas unidades do Colégio da Polícia Militar no interior. Com isso, a Fábrica de Confecções da AVM ganha novos rumos, com um avanço ainda maior na produção de uniformes. “Dedicação, planejamento, investimento e muito trabalho estão alavancando a Fábrica e a criação dos novos colégios contribuirá com a continuidade e o crescimento dela”, afirma o diretor da Fábrica, Coronel Sérgio Filardo.

Segundo informações divulgadas na imprensa, novas unidades em Maringá e Cascavel já estão em fase final de estudo técnico, e nas cidades de Pato Branco e Cornélio Procópio estão sendo analisadas pela Secretaria Estadual da Fazenda. O andamento dos estudos para a instalação foi avaliado pela Secretária Estadual da Educação, Lucia Cortez, e pelo comandante da APMG e diretor de Ensino e Pesquisa da PMPR, Coronel Mauro Celso Monteiro, na segunda-feira (21).

Novos investimentos

A AVM está investindo no avanço tecnológico da Fábrica de Confecções, buscando estudos para a atualização da estrutura, com o objetivo de oferecer mais agilidade e inovação. Um novo ambiente, visando o futuro, está focado no Planejamento e Controle de Produção (PCP), que é uma ótima forma de buscar excelência na produção de uma empresa.

Ao todo, foram adquiridas oito máquinas convencionais, duas máquinas elastiqueiras 12 agulhas, uma máquina ponto corrente, uma máquina Abrir Peitilho (que ajudará na confecção de camisas gola polo), traveti eletrônico para velcro, viés 4 facas, overloque ponto cadeia, máquina para costura de bolso traseiro eletrônica, e ainda três máquinas específicas: de costura industrial para costurar bolsos, de dobrar bolsos e lapelas, e brother para costurar passantes.

Agilidade na produção

Com o novo maquinário, a Fábrica poderá cumprir prazos menores de entrega, pois a produção se torna mais rápida e ágil. Por exemplo, um bolso com zíper no agasalho, que levava cinco minutos, com o investimento, demandará apenas 20 segundos. Outro exemplo é a aplicação de faixa lateral na calça, que precisava de quatro minutos e passou a ser feita em 30 segundos.

× Converse no WhatsApp