Fábrica da AVM comemora 50 anos de existência

Por
Atualizado em: 3 de outubro de 2019

A Fábrica da AVM, inaugurada em 1969, comemora 50 anos de existência. Para o diretor administrativo, Tenente Irineu Pereira das Chagas, o crescimento da fábrica abriu espaço para a criatividade e novos desafios.
A fábrica de confecções faz os uniformes da Polícia Militar do Paraná e, ao longo do tempo, possibilitou um constante aprimoramento técnico do parque fabril e resultou em produtos de alta qualidade, capaz de atender à demanda da Polícia Militar e de outras instituições profissionais.
Para o diretor, o alto nível dos produtos que a fábrica confecciona é incomparável e é resultado de muito esforço e determinação. “Parabéns a todos nossos colaboradores, pois, comemoramos nesse 03 de outubro, 50 anos de história”. afirma. Confira na íntegra o texto que o diretor fez para homenagear este momento comemorativo da fábrica:

“O crescimento da fábrica abriu espaço para a criatividade e para novos desafios, enfrentamentos diários de adversidades, reveses, que deveriam ser vencidos com brevidade, e não o foram, não conseguimos ser ágeis, céleres o bastante, o quanto desejávamos, porém, trabalhamos cotidianamente com muita determinação. Situações novas que exigem decisões cirúrgicas, vicissitudes da vida, que não agradam a todos, nem a nós mesmos.
Esse labutar massageia nosso ego e engrandece nossos sonhos, valorizam cada gota de suor de nossos colaboradores, pois não há inimigo, nem oponente, simplesmente uma luta incessante, para mantermos de pé o sonho de uma Fábrica livre do horror do desemprego.
Vivenciamos outra era, uma expectativa praticamente táctil de consumação, contentamento e adaptação a uma visão menos burocrata, mais conectada e veloz, com metas definidas, entretanto, sem perder seu maior trunfo, sua incomparável qualidade.
Parabéns a todos nossos colaboradores, pois, comemoramos juntos nesse, 03 de outubro, 50 ANOS DE EXISTÊNCIA, 50 ANOS DE HISTÓRIA, meu reconhecimento, minha gratidão, do mais humilde servidor, a pessoa do Sr. Presidente, que nunca mediu esforços para o nosso crescimento, permanecendo ombreado conosco, nesse contínuo caminhar.
Meu agradecimento a todos os diretores, que cotidianamente somam esforços no campo das ideias e na formatação do desenvolvimento estrutural e humano.”

Há 15 anos, o sucesso de vendas da Fábrica da AVM foi interrompido por questões legais sobre a natureza do recurso destinado à aquisição do fardamento da PMPR, sob a justificativa da necessidade de processo licitatório. Na época, a fábrica produzia e comercializava diretamente com o Conselho Econômico e Fiscal da Polícia Militar do Paraná.
A partir daquele cenário, derrotada nas licitações que passaram a envolver outros participantes, a fábrica da AVM iniciou um movimento de declínio financeiro, chegando a gerar prejuízo de aproximadamente um milhão de reais por ano, fato que se repetiu durante mais de uma década e fomentou a baixa do seu CNPJ junto ao órgão competente.
Sem possibilidades de comercializar mediante a emissão de nota fiscal, a Fábrica resistiu de forma precária e, gradativamente, foram realizadas demissões de funcionárias para amenizar o saldo negativo, num processo que visava a total extinção do Departamento de Confecções e sua transformação em um Centro de Lazer na capital do Estado.
Com a eleição do Coronel Washington Alves da Rosa, como Presidente da AVM em 31 de março de 2016, entre inúmeros desafios estabelecidos, o resgate do CNPJ da Fábrica de Confecções obteve êxito em dezembro do mesmo ano, possibilitando assim, a legalização da Fábrica e sua nova denominação como AVM – Vila Militar Confecções Ltda.
Dessa forma, com o propósito de entrar definitivamente no mercado de confecções, independentemente da participação em processos licitatórios, a Diretoria da Fábrica estabeleceu uma nova engenharia dos produtos confeccionados, oferecendo a qualidade nacionalmente reconhecida, preço justo e ótimas condições de pagamento.

Assista um pedacinho desta trajetória 

× Converse no WhatsApp