Deputado Sargento Fahur

Por
Atualizado em: 20 de setembro de 2019

Deputado Sargento Fahur segue na defesa dos direitos previdenciários dos militares estaduais

O deputado federal Sargento Fahur está trabalhando ativamente em prol dos policiais e bombeiros militares, com o objetivo de preservar os direitos da categoria com a Reforma da Previdência e a reestruturação das Forças Armadas prevista no Projeto de Lei 1645/2019.

O objetivo é adicionar as Polícias Militares dos Estados ao texto do PL 1645, para garantir a paridade e a integralidade dos salários na passagem para a reserva. Porém, ele explica que há questões discordantes no texto, como, por exemplo a necessidade de 35 anos de trabalho para ter direito ao benefício previdenciário.

“Estabelecer 35 anos de serviço para os policiais militares é negar o direito à aposentadoria para muitos deles, que vão morrer antes disso. Entendemos que o trabalho das Forças Armadas é importantíssimo, mas é muito diferente do das Polícias Militares, que vivem uma guerra diária, com seus integrantes sofrendo ameaças de bandidos, problemas psicológicos devido ao stress da profissão, cargas horárias estafantes, supressão de vários direitos, entre tantas outras mazelas”, destaca.

De acordo com Fahur, será pior se a categoria ficar sob responsabilidade dos Estados no quesito previdência e inatividade: “Está difícil encontrar um consenso, portanto brigamos pelo menos pior. O poder público nos colocou como vilões do sistema e lutamos diariamente para mostrar que vilões são aqueles que fazem farra com o dinheiro público. A luta continua”, finaliza ele.

A previdência dos militares

No dia 17 de setembro, a Comissão Especial da Previdência dos Militares promoveu um debate com o tema “perspectiva internacional e justiça do gasto público no Brasil com o sistema de proteção social dos militares”. Em entrevista ao TV Câmara, autoridades políticas falaram sobre a previdência dos militares.

Confira no link:

× Converse no WhatsApp