Data-base: servidores acampam em frente ao Palácio Iguaçu e não descartam novos protestos

Por
Atualizado em: 10 de julho de 2019

A mobilização pelo pagamento da data-base ganha mais força a cada dia, com a insatisfação dos servidores públicos estaduais devido ao descaso do governador Ratinho Junior em apresentar uma proposta que realmente valorize a categoria, com uma reposição salarial justa e digna.

Depois da passeata realizada na terça-feira (09), os servidores ocuparam a Assembleia Legislativa e muito deles passaram a noite por lá. Na manhã desta quarta-feira (10) eles assistiram a sessão plenária e seguiram para a frente do Palácio Iguaçu, onde seguem acampados à espera de uma resposta do Governo.

Familiares de policiais e bombeiros militares participam das mobilizações e mulheres não descartam o fechamento de quartéis, caso não haja avanço nas negociações, com índices satisfatórios que cessem as perdas salariais sofridas. O movimento está ganhando adeptas a cada instante, diante da falta de consideração com o funcionalismo público, em especial os policiais que arriscam suas vidas pela segurança da população paranaense.

Em entrevista coletiva, o presidente da Assembleia Legislativa do Paraná, deputado Ademar Traiano, afirmou que a reposição salarial será analisada pela Casa somente em agosto, após o recesso parlamentar. A última sessão da ALEP foi realizada na manhã desta quarta-feira (10).

× Converse no WhatsApp