Conselho Fiscal da AVM realiza nova reunião

Por
Atualizado em: 4 de dezembro de 2019

Com participação de praças, Conselho Fiscal da AVM realiza nova reunião

A reunião de encerramento de fiscalização das contas de 2019 da AVM, foi realizada na tarde desta quarta-feira (04) com a presença do Conselho Fiscal, na sede da Associação, o objetivo foi analisar os movimentos das contas de setembro e outubro de 2019. A posse dos conselheiros foi realizada no dia 30 de abril deste ano, marcando o início da participação histórica dos praças, em 56 anos de fundação da AVM.

A participação respeita a proporcionalidade de cada círculo hierárquico da Polícia Militar do Paraná, sendo que além dos 06 integrantes do Conselho Fiscal, outros 07 integram o Conselho Deliberativo, somando-se 30 praças em toda a Assembleia Geral.

O presidente do Conselho Fiscal, Coronel Daniel, destacou sua felicidade pela oportunidade de participar ativamente do processo para a aprovação da participação dos praças na Assembleia Geral realizada em Foz do Iguaçu. “O direito é dinâmico e os praças devem compulsoriamente terem vez e voz, afinal representam uma parcela significativa do quadro associativo”, afirmou ele.

Ele ainda ressaltou que a função de presidente do conselho é uma responsabilidade singular, mas a ideia é contribuir em comunhão de esforços com os demais conselheiros. “Para que a AVM trilhe seu caminho, com sucesso e excelência na prestação dos serviços voltados aos seus associados. É o nosso ideal e no que acreditamos”, completou.

A participação dos praças também foi destacada pelo presidente da AVM, Coronel Washington: “Ao assumirmos a administração da AVM, em 2016, além de a alavancarmos, tínhamos o compromisso de transformá-la, realmente, em uma Associação que congregasse do Coronel ao Soldado e do Soldado ao Coronel. Para isso, algumas mudanças estatutárias foram necessárias, pois o fato de somente a classe dos oficiais poder exercer o direito de voto a tornava uma Associação incompleta. Hoje temos uma AVM consolidada por sua grandeza e seriedade de propósitos, corrigindo distorções históricas”, ressaltou ele.

Segundo o diretor tesoureiro da AVM, Coronel Jordão, a participação dos praças é um avanço no reconhecimento de direitos: “A maioria dos associados é oriunda do quadro de praças, portanto, é justa a participação nas reuniões que decidem e fiscalizam a aplicação de recursos da Associação, defendendo os interesses dos nossos quase 22 mil sócios”, disse.

O conselheiro, Sargento Daniel Marcos Macena Martins, está aprendendo bastante junto ao Conselho Fiscal e também contribuindo com sua atuação, ajudando a deliberar a prestação de contas dos setores e promovendo a transparência da gestão. “A participação de um representante de cada círculo hierárquico é uma atitude louvável. O Coronel Washington corrigiu um problema histórico que era a exclusão dos praças nos conselhos, o que promoveu o equilíbrio entre os postos e graduações e garantiu a democracia da Associação”, afirmou ele.

“Eu particularmente vejo essa participação, como um marco na história da Associação, onde o sócio agora não é um simples pagante, pois adquiriu o direito de participar efetivamente dos rumos da AVM. Essa foi uma bandeira que erguemos por volta de 2010, juntamente com alguns amigos, também defensores dessa ideia. Agora, como conselheiro, a minha participação não poderia ser outra, senão trabalhar com firmeza para auxiliar o colegiado na busca de soluções e na apresentação das melhores propostas para a manutenção da saúde das contas da entidade”, afirmou o conselheiro, Subtenente Fogaça.  

O também conselheiro, Tenente-coronel José Antônio Rodrigues, afirmou que a participação dos oficiais e praças tem um único objetivo: desempenhar um bom trabalho, dando segurança aos associados e às ações da administração. “É uma responsabilidade porque temos a obrigação de fiscalizar, em nome dos demais associados, os atos financeiros e administrativos. E agora, os praças podem conhecer as ações desenvolvidas nos diversos setores, conhecendo a AVM empresa, que administra de forma transparente os patrimônios de todos nós associados”, finalizou.

A reunião contou com a presença do presidente da AVM, Coronel Washington Alves da Rosa; do tesoureiro da AVM, Coronel Jordão; do presidente do Conselho Fiscal, Coronel Daniel; e dos conselheiros: Tenente-coronel Rodrigues, Capitão Freire, Tenente Adriano Coatti, Tenente Santana, Subtenente Fogaça, Sargento Moro, Sargento Daniel Macena, Sargento Jeferson Lima, Sargento Leme e Tenente Klemps.

× Converse no WhatsApp