Categoria aguarda uma proposta concreta do Governo para o pagamento da data-base

Por
Atualizado em: 19 de junho de 2019

Deputados estaduais que são servidores públicos do Paraná participaram de uma reunião com o governador Ratinho Junior, na terça-feira (18), para tratar sobre o pagamento da data-base, que está em atraso desde 2016, resultando em grandes perdas salariais que já ultrapassam 17%.

De acordo com o deputado Coronel Lee, que participou do encontro, o governador solicitou à área de finanças do Estado a apresentação da situação orçamentária atualizada para que todos analisem as reais condições das finanças públicas e o impacto dos reajustes. Ele solicitou ainda que, antes do próximo dia 25, sejam refeitos os cálculos para verificar as condições do Governo arcar com a recomposição. “Precisamos pensar em soluções, apresentar propostas inteligentes e criar alternativas, pois a situação do Estado é grave e é eminente a necessidade das reposições salariais”, destacou ele.

Por outro lado, o Soldado Fruet, lamentou não poder participar da reunião, com a justificativa de que seria um encontro apenas com os deputados aliados ao Governo, e declarou sua insatisfação em um vídeo publicado nas redes sociais. “Ficarei atento e cobrando o pagamento da data-base. Realmente não sou da base, eu sou do povo”, disse ele.

Imprensa destaca possíveis mobilizações

A imprensa paranaense vem informando durante a semana sobre possíveis mobilizações dos policiais militares em defesa da data-base, inclusive com o fechamento de quartéis. As demais categorias, entre eles os professores e servidores de escolas estaduais entrarão em greve a partir do dia 25.

“Nossos profissionais, inclusive os aposentados, estão sujeitos a sanções se paralisarem as atividades. Esse não é objetivo da mobilização, até porque traria muitos prejuízos para a população. O que existe hoje é a ausência de diálogo do governo, que assumiu o Estado em janeiro e não fez literalmente nada”, ressaltou o presidente da AVM, Coronel Washington Alves da Rosa, em entrevista à Folha de Londrina.

Em nota, o Governo afirmou que a intenção é manter o debate pleno com os servidores estaduais, “para que sejam encontradas, de maneira conjunta, soluções para as questões que envolvem aumento da despesa com a folha de pagamento do funcionalismo”. A expectativa é que uma proposta concreta seja apresentada antes do dia 25, para evitar os prejuízos da greve.

× Converse no WhatsApp