BOPE comemora nove anos de criação

Por
Atualizado em: 12 de novembro de 2019

BOPE comemora nove anos de criação com entrega de medalhas e homenagens em Curitiba

O Batalhão de Operações Especiais comemorou, na manhã desta segunda-feira (11/11), o 9º aniversário da unidade, durante uma solenidade conduzida pela Corporação no auditório Cordeiro Cleve, no Unibrasil Centro Universitário, na Capital do Estado. Durante o evento foram entregues Comandas, Medalhas e Certificados.

Em homenagem ao soldado Zilieu, que morreu em um acidente de trânsito quando se deslocava para assumir o seu posto no dia 07 de outubro deste ano, não foi tocado o Hino Nacional e o Comandante-Geral, coronel Péricles de Matos, decretou Luto Oficial.

Ao fazer uso da palavra no evento, o Comandante-Geral fez questão de mencionar cada passo da história da unidade aniversariante, passando pelo surgimento das operações especiais na PM, há quase 50 anos, através do Comando de Operações Especiais (COE), durante um momento de colapso social pelo qual a nação passava na década de 60, até chegar ao que, de fato, ela representa na sociedade paranaense enquanto instituição de segurança.

“As mudanças demonstram a necessidade da polícia se atualizar, se modificar para corresponder aos anseios sociais, mas a matriz de honestidade e profissionalismo e dedicação permanece no DNA de todos os operadores do BOPE ao longo de eras”, diz.

“Esse DNA nos distingui não por sermos melhores ou piores, mas por sermos diferenciados nas nossas ações que baseiam-se no nosso treinamento”, ressalta. O coronel Péricles, que já fez parte desta unidade, ainda terminou a sua fala enaltecendo a força e representatividade da unidade dentro da própria Corporação.  “Se a sociedade tem um problema, chama a polícia. Se a polícia tem um problema, chama o BOPE”, declara.

O comandante do BOPE, tenente-coronel Rui Noé Barroso Torres, também fez menção ao poder da unidade enquanto representante de um órgão público de segurança, e atribui o seu local de destaque aos vários outros policiais que passaram por ela. “Todos os comandantes e seus integrantes contribuíram e lutaram para que nós chegássemos aonde chegamos”, afirma. “Para nós, é uma satisfação comemorar esse nono aniversário e servir à sociedade paranaense”, garante.

HOMENAGENS – Durante o evento foram entregues a Comanda de Operações Especiais, a honraria de mais alto grau do BOPE, em reconhecimento aqueles que se destacaram, indo além do cumprimento do dever e deixando suas ações como exemplos a serem seguidos. A Medalha de Mérito de Operações Especiais, conferida anualmente na data de comemoração de aniversário do BOPE para homenagear os militares e pessoas da comunidade que se destacaram no exercício de sua função e colaboraram com a segurança pública, em especial para o fortalecimento das ações do BOPE. Além o certificado de agradecimento pelos serviços prestados pelos que já estão na Reserva Remunerada.

Um dos agraciados foi o soldado Ralfe dos Santos Rosa, integrante da Rondas Ostensivas de Natureza Especial (RONE), subunidade do BOPE, que recebeu a Medalha de Mérito Operações Especiais. “É muito gratificante termos gente da rua, fazendo um trabalho elevado há muito tempo. Acho que a gente se sente agraciado”, disse. “Ela é uma compensação pelo desgaste do dia a dia e, por isso, o reconhecimento em prol do batalhão pelo serviço prestado, não só da minha parte, mas por todos os policiais”, complementa o soldado Ralfe.

O diretor de segurança da comunidade Israelita do Paraná, Átila Cordova, que também recebeu a medalha do batalhão falou sobre a parceria que a PM e a sua comunidade desenvolvem há 10 anos, no fornecimento de estrutura para treinamentos.

“Temos anos de parceria com a PM, principalmente com o BOPE e as suas subunidades especializadas. Entendemos a importância dessa estrutura e, por isso, fazemos essa parceria no sentido de treinamento, desenvolvimento e, há muitos anos, emprestamos nossas estruturas para que os policiais que atuam na linha de prevenção estejam cada vez mais capacitados”, diz.

Átila ainda comentou o seu agraciamento ao longo da festividade. “É uma honra (receber a homenagem), mas, na realidade, quem a merece são os policias que nos atendem”, ressalta. “Estamos felizes de ver que existe uma estrutura que nos garante segurança e mostra profissionalismo do policial todos os dias”, conclui.

Estiveram presentes, representando o Governador do Estado Carlos Massa Ratinho Júnior, Chefe de Gabinete do Governador, Daniel Wesley Vilas Boas Rocha; O Comandante-Geral da PM do Paraná, coronel Péricles de Matos; o Comandante-Geral da Polícia Militar do Amazonas, coronel Ayrton Ferreira do Norte; o Diretor de Segurança da Assembléia Legislativa do Amazonas, coronel Jerry Andrade de Menezes; o comandante do 1° CRPM, coronel Hudson Leôncio Teixeira; o chefe da casa militar, Major Welby Pereira Sales; o comandante do 23° BPM, tenente-coronel Marcos Sperka; o Comandante do 22° BPM, tenente-coronel Luiz Marcelo Mazieto Jakiemiv; o comandante do 20° BPM, tenente-coronel Mario Henrique do Carmo; o Chefe do Estado-Maior do 1º CRPM, tenente-coronel Adilson Luiz Lucas Prusse; o chefe da Comunicação Social da PM, Tenente-coronel Waldick Alan de Almeida Garrett; o coronel da Reserva  Remunerada , Sergio Filardo; o coronel da Reserva  Remunerada e ex-comandante do 6° CRPM, Rui Rota da Purificação; o coronel da Reserva  Remunerada , Chehade Elias Geha; o coronel da Reserva Remunerada, Edemilson de Barros; o desembargador do Tribunal de Justiça e Corregedor Geral de Justiça, Jose Augusto Gomes Aniceto; o promotor de Justiça, Rogério João Baggio; o Juiz de direito, Sergio Bernardinetti; o advogado criminalista, Claudio Dalledone Junior; o bispo da igreja Sara Nossa Terra, Antonio Cerino Serro; o Pastor da Comunidade Alcance, Mariano Ortencio.

Fonte: Site PMPR

 

× Converse no WhatsApp